Sua cozinha e sua vida mais prática, com Vapza!

Comfort food x convenience food: aliando emoção e praticidade na alimentação

Postado por Vapza, em 22 Aug 2019 — 20h18

comfort food convenience food

Você já teve ter passado por situações como estas: depois de um dia difícil, tudo o que você mais gostaria era comer uma massa como aquela que a sua avó fazia ou a sopa que sua mãe preparava quando você estava resfriado.

Ou, então, você provavelmente já se flagrou com uma vontade irresistível de comer um bolo de cenoura com cobertura de chocolate porque sentia que só um quitute doce e fofinho poderia deixar seu dia um pouco melhor.

Pois bem, essa é a ideia por trás da comfort food, ou seja, aqueles pratos que consumimos não apenas porque estamos com fome, mas principalmente porque são capazes de trazer alívio emocional e sensação de prazer em situações de tensão ou melancolia.

Em função disso, a comfort food costuma estar associada à infância, aos momentos em família ou a ocasiões e lugares em que vivemos experiências marcantes e positivas – e é por isso que cada pessoa tem uma lista de comfort foods diferente.

No entanto, os pratos que se enquadram nesse conceito com mais frequência têm algumas características em comum: na maior parte das vezes, trata-se de comida caseira feita com ingredientes naturais e que demanda certo esforço para o preparo.

Além disso, a comfort food quase sempre inclui pratos quentes (ou pelo menos não gelados), ricos em carboidratos e bastante calóricos. Afinal, dificilmente uma pessoa que esteja se sentindo triste sente vontade de comer uma salada verde, por exemplo.

Em consequência disso, um consumo excessivo de comfort food pode prejudicar a qualidade da alimentação, favorecendo o sobrepeso e outros riscos para a saúde. Dessa forma, esses pratos devem ser consumidos com moderação.

Convenience food: quando a comfort food demanda tempo demais

Assim como você provavelmente se identificou com as situações acima, você também já deve ter passado por momentos como este: por maior que fosse a vontade de saborear uma lasanha de frango, você não teria tempo suficiente para comprar os ingredientes, cortar, cozinhar e montar o prato. 

convenience food

Por isso, você acabou se contentando com uma lasanha congelada, daquelas que basta colocar no micro-ondas. Mesmo que não fosse exatamente o que você queria, essa era uma opção de comida pronta, prática e razoavelmente satisfatória.

Esta é justamente a proposta da convenience food: alimentos amplamente disponíveis e fáceis de preparar, que demandam pouco ou nenhum esforço na cozinha. Em função disso, a lista das “comidas de conveniência” é muito extensa e variada, incluindo itens como:

  • Alimentos enlatados ou em conserva;
  • Alimentos industrializados em geral (bolos, biscoitos, molhos, pães, sorvetes etc.);
  • Fast-food (sanduíches, hambúrgueres, batata frita etc.);
  • Macarrão instantâneo e outras massas secas;
  • Pratos congelados industrializados (massas, pizzas, legumes, pão de queijo etc.);
  • Sopas instantâneas;
  • Sucos em pó ou de caixinha.

Assim, quando a comfort food não é uma opção viável por demandar planejamento, esforço e tempo, é comum recorrer à convenience food para fazer uma refeição rápida. Porém, essa não costuma ser uma escolha saudável.

Em geral, os alimentos processados são ricos em açúcares, sal e gordura ao mesmo tempo em que não oferecem níveis adequados de vitaminas, minerais e fibras. Além disso, grande parte deles carrega substâncias artificiais em sua composição, como aromatizantes, corantes, conservantes e espessantes, entre outros aditivos químicos.

Em função disso, uma alimentação à base de convenience food, com poucos itens frescos, dificilmente vai suprir as necessidades nutricionais, favorecendo diversos problemas de saúde.

Vapza: como aliar a comfort food e a convenience food de maneira saudável

Unir a sensação de prazer da comfort food à praticidade da convenience food para preparar refeições caseiras e saudáveis parece ser o melhor dos dois mundos para você? Então saiba que a Vapza torna isso possível.

comfort food

Os alimentos Vapza aliam os benefícios desses dois tipos de comida ao mesmo tempo em que eliminam suas desvantagens. 

Os produtos Vapza são semiprontos porque já vêm higienizados, descascados e cozidos. Dessa forma, assim como a convenience food, eles são muito práticos e permitem o preparo de receitas rápidas sem muito esforço.

Contudo, diferente da “comida de conveniência”, os alimentos Vapza são sem conservantes e outras substâncias artificiais. Isso é possível porque os produtos são cozidos e esterilizados em altas temperaturas e dentro da própria embalagem selada a vácuo, o que elimina os micro-organismos e impede o contato com o oxigênio.

Dessa forma, os alimentos Vapza se mantêm frescos, seguros e saborosos por meses, dispensando a adição de conservantes, a refrigeração e o congelamento. Ainda, essa tecnologia ajuda a preservar os nutrientes, pois não há perda de vitaminas e minerais pelo contato com a água durante o cozimento.

Além disso, a Vapza é comida de verdade e oferece uma ampla variedade de ingredientes para comfort food e alimentos muito consumidos no dia a dia, como arroz, feijão-carioca, feijão-preto, feijoada, batata, batata-doce, mandioca, mandioquinha, milho-verde, seleta de legumes, frango desfiado, carne bovina em tiras e carne suína desfiada, entre outros.

Assim, é possível preparar uma infinidade de receitas rápidas e nutritivas de comfort food nos dias mais corridos, até mesmo com produtos orgânicos, pois você pode ter alimentos práticos, nutritivos e saborosos sempre à mão. Conte com a Vapza para aliar essas duas tendências! Acesse nossa loja online e compre sem sair da sua casa.

Fonte(s): SenacDW e APTA Regional/SP

Conheça nossas Linhas de Produtos