Sua cozinha e sua vida mais prática, com Vapza!

Como calcular porção por pessoa?

Postado por Vapza, em 19 Fev 2018 — 10h51

Uma das principais dúvidas que surgem na hora de preparar um jantar para os amigos ou de organizar uma festa é a quantidade de comida a ser preparada. Como calcular a porção por pessoa não é uma ciência exata, mas existem algumas técnicas e valores médios que podem ser seguidos para que você garanta uma quantidade de alimentos suficiente para todos.

A ideia não é apenas que não falte comida, mas também que não sobre. Assim, usar os valores de porção média por pessoa acaba sendo a melhor maneira de evitar algum tipo de desperdício. Vamos a algumas dicas práticas de forma que possamos observar melhor o que pode ser feito em cada ocasião.

A capacidade de comer não muda, o que muda é a disposição

Em linhas gerais, a capacidade que as pessoas têm de comer é a mesma seja em uma festa ou em um jantar. O tipo de evento em si não importa tanto, mas é fundamental observar o tipo de alimento que será servido. Pratos ricos em carboidratos e proteínas, por exemplo, saciam mais rápido a fome do que um prato com vegetais.

Além disso, é preciso levar em consideração outros alimentos que serão servidos como acompanhamento. Por exemplo, se em um churrasco você pretende apenas servir carne, o valor médio consumido será um. Agora, se haverá acompanhamentos como arroz, maionese, salada, pães e farofa, o valor médio será outro.

Contudo, certos eventos são mais propícios para que as pessoas comam mais. Em um jantar, todos estarão sentados à mesa e poderão comer calmamente, por isso provavelmente comerão mais. Em uma festa com salgadinhos e bebidas, em geral as pessoas ficam em pé ou se sentam por pouco tempo, o que resulta em quantidades menores.

O consumo médio de carnes, aves e peixes

Em geral, estima-se que as pessoas em média comam cerca de 220 gramas de carne. Aqui é importante observar algo curioso: quanto maior for o evento, menor será o consumo individual. Ambientes mais intimistas tendem a ser mais convidativos para se comer mais. Nesse caso, pensar em até 150 gramas por pessoa é algo viável. Note que esse número de aplica tanto para carnes vermelhas quanto para aves ou peixes.

Frutos do mar também podem entrar nessa conta das 220 gramas, mas aqui vale uma ressalva: se houverem mais pratos diferentes, as porções individuais devem ser reduzidas. A exceção fica por conta dos camarões, alimento que é difícil precisar a quantidade correta, pois há muitas variações de preparo.

O tipo de carne bem como o tipo de preparo pode também representar variações. O consumo médio de picanha, por exemplo, não é o mesmo que de coxa ou sobrecoxa. Confira a tabela de referência abaixo:

  • Filé Mignon (grelhado) – 120 gramas/pessoa 
  • Picanha (grelhada) – 120 gramas/pessoa 
  • Picanha (assada) – 150 gramas/pessoa 
  • Maminha (grelhada) 120 gramas/pessoa 
  • Maminha (assada) – 150 gramas/pessoa 
  • Contrafilé (grelhado) 140 gramas/pessoa 
  • Alcatra (assada) – 150 gramas/pessoa 
  • Alcatra (grelhado) – 120 gramas/pessoa 
  • Lagarto (assado) – 140 gramas/pessoa 
  • Fraldinha (cozida) – 130 gramas/pessoa 
  • Costela (cozida) – 250 gramas/pessoa 
  • Costela (assada) – 200 gramas/pessoa 
  • Bisteca (grelhado) – 180 gramas/pessoa 
  • Carne moída (refogada/assada/cozida) – 120 gramas/pessoa 
  • Carne moída (em recheios) – 80 gramas/pessoa 
  • Coxa ou sobrecoxa (assada/frita/cozida) – 220 gramas/pessoa 
  • Filé de frango (grelhado/assado) – 120 gramas/pessoa 
  • Peito sem osso (em recheios) – 80 gramas/pessoa 
  • Bisteca (grelhada) – 180 gramas/pessoa 
  • Lombo (assado) – 150 gramas/pessoa 

O consumo de massas, risotos e vegetais

Saindo das carnes, vamos para os demais acompanhamentos que estarão no cardápio. Para risotos como prato principal, calcula-se uma média de 120 gramas por pessoa e mais 50 gramas de uma proteína. Agora, se o arroz ou a lentilha foram o acompanhamento, uma projeção de 50 gramas por pessoa é mais do que suficiente.

Em se tratando de massas, a forma de servi-la deve ser observada para que seja possível calcular as quantidades. Para massas como prato principal calcule 120 gramas por pessoa. Se ela for acompanhamento, 50 gramas por pessoa. E, por fim, se as massas estiverem em uma sequência de dois ou três pratos, 25 gramas por pessoa serão suficientes.

Sobremesas e bebidas, em média

Embora as sobremesas atraiam os olhares de muita gente, quando chega a hora de comer os doces muitos já estão saciados, o que faz com que naturalmente o consumo seja menor. Para mousses, pudins ou qualquer outra sobremesa que seja consumida com colher, meia xícara por pessoa é a média.

Para docinhos servidos de forma individual, 6 por pessoa é uma média bastante razoável. Para o bolo, pense em algo em torno de 100 a 150 gramas por pessoa. No caso dos sorvetes cremosos, uma bola – o equivalente a 50 gramas – por pessoa também é suficiente.

Nas bebidas, tudo vai depender do tipo de festa que você está organizando e cada bebida tem a sua particularidade. Para a água, seja ela com ou sem gás, pense em 500 ml por pessoa. Em locais muito quentes esse valor pode aumentar, portanto tenha isso em mente. Já para refrigerantes e sucos o consumo é menor: 300 ml por pessoa.

Com relação às bebidas alcóolicas, a preferência nacional é pela cerveja. Assim, três a quatro latas por pessoa (ou duas garrafas de 600 ml) é uma conta razoável. No caso do chope os números aumentam um pouco: 1,5 a 2 litros por pessoa. No caso do vinho, uma garrafa serve bem três pessoas e um espumante serve até quatro pessoas.

Bom senso é o mais importante

Quando se trata de calcular porções de comida para uma festa, não existem números precisos. Em alguns dias os convidados vão comer mais, em outros menos, de forma que imprevistos podem acontecer. A ideia de que homens comem mais do que mulheres, na prática, também não faz muita diferença aqui, uma vez que estamos calculando uma média geral.

O mais importante é o planejamento. Quanto maior for a antecedência de definição do cardápio e do número de convidados, mais fácil fica calcular quanto de comida será necessário. Isso é importante também para ajustar o valor disponível no seu orçamento à compra dos ingredientes.

O segredo é observar sempre os valores de consumo médio de cada alimento. Assim, dificilmente alguém vai sair com fome da sua festa e isso é o que mais importa.

Como ganhar agilidade na cozinha pra ganhar mais tempos com os convidados?

Vai ser anfitrião e quer ganhar tempo na cozinha? Experimente os produtos Vapza! Os alimentos Vapza são in natura, livres de conservantes e embalados a vácuo, mantendo sabor, aroma e textura. Assim a comida fica saborosa e pronta em instantes. Conheça nossas linhas!

Confira também...

Conheça nossas Linhas de Produtos