Sua cozinha e sua vida mais prática, com Vapza!

O que são aminoácidos essenciais e por que eles são tão importantes?

Postado por Vapza, em 13 Aug 2019 — 19h20

o que são aminoacidos essenciais

Para saber o que são aminoácidos essenciais e por que eles são necessários para o nosso organismo, é preciso antes entender um pouquinho sobre as proteínas, um dos macronutrientes indispensáveis para a nossa saúde.

As proteínas são elementos estruturais necessários para a formação dos tecidos do corpo, a produção de hormônios, anticorpos e neurotransmissores e o transporte de substâncias pela corrente sanguínea, entre outras funções.

Existem mais de 250 mil tipos de proteínas no corpo humano, mas todos eles são formados a partir de diferentes combinações de 20 “pecinhas” menores chamadas aminoácidos, que podem ser divididos em aminoácidos essenciais e não essenciais.

O que são aminoácidos essenciais?

Aminoácidos essenciais são aqueles que não são produzidos pelo organismo. Assim, para que não haja nenhum tipo de deficiência, precisamos obter essas moléculas por meio da alimentação. 

Entre os 20 aminoácidos que formam nosso corpo, existem 9 que são considerados aminoácidos essenciais. Os outros 11 aminoácidos, por sua vez, podem ser sintetizados pelo organismo e são conhecidos como aminoácidos não essenciais.

Conheça as principais funções dos aminoácidos essenciais:

  • Fenilalanina: é necessária para a formação da adrenalina, dopamina e outros neurotransmissores, além de participar da síntese de outros aminoácidos;
  • Histidina: é um aminoácido fundamental para a proteção dos neurônios, além de ser precursor da histamina, substância essencial para o funcionamento do sistema imunológico;
  • Isoleucina: é fundamental para a formação e a manutenção dos músculos, além de atuar nas defesas do corpo;
  • Leucina: participa da cicatrização da pele, da síntese de hormônios relacionados ao crescimento e do controle da glicemia;
  • Lisina: participa da produção de outros elementos, como colágeno, elastina, hormônios e energia;
  • Metionina: atua nos processos de desintoxicação do corpo e participa da absorção de micronutrientes como zinco e selênio;
  • Treonina: participa do metabolismo das gorduras e dos mecanismos de defesa do corpo, além de ser essencial na estrutura da pele;
  • Triptofano: é precursor da serotonina, o neurotransmissor que regula o sono, o humor e a sensação de relaxamento;
  • Valina: participa da formação e do crescimento dos músculos e da síntese de energia.

Alimentos que são ricos em aminoácidos essenciais

Os alimentos de origem animal, como carne bovina, carne suína, peixes, frango, ovos, leite e laticínios, são ricos em proteínas de alto valor biológico, também chamadas de proteínas completas.

Assim, de modo geral, as proteínas de origem animal contêm todos os 20 aminoácidos, incluindo os aminoácidos essenciais e os não essenciais, o que nem sempre acontece com as proteínas presentes em alimentos de origem vegetal.

importância dos aminoacidos

Contudo, isso não quer dizer que devemos ingerir apenas proteínas animais. Embora esses alimentos ofereçam todos os aminoácidos essenciais de uma vez só, eles também podem conter grandes quantidades de gordura e colesterol, que são prejudiciais à saúde.

Além disso, existem alguns alimentos de origem vegetal que contêm proteínas de alto valor biológico e, por consequência, oferecem os aminoácidos essenciais, por exemplo:

Contudo, diferente dos alimentos de origem animal, os alimentos de origem vegetal podem apresentar o chamado “aminoácido limitante”, que prejudica a absorção de aminoácidos essenciais.

Aminoácido limitante: combine alimentos para driblar essa desvantagem

Para que os aminoácidos essenciais sejam bem aproveitados pelo nosso organismo, é preciso que todos eles sejam ingeridos de forma simultânea. Isso acontece nosso corpo não mantêm uma reserva de aminoácidos não utilizados.

Assim, depois de uma refeição, o que vai determinar a taxa de uso dos aminoácidos é o chamado aminoácido limitante, ou seja, aquele que estiver presente em menor quantidade. Dessa forma, os aminoácidos que forem ingeridos em quantidades superiores à do aminoácido limitante serão simplesmente eliminados pelo organismo.

É em função desse conceito que as proteínas de origem animal são consideradas “melhores” do que aquelas de origem vegetal. Entretanto, existem formas de driblar essa “desvantagem” ao combinar alimentos.

aminoacidos essenciais

Por exemplo: o feijão tem baixas quantidades de metionina, sendo este o seu aminoácido limitante. Já o arroz integral é rico em metionina, mas é pobre em lisina – que, por sua vez, está presente em grandes quantidades no feijão. 

Em função disso, o arroz e o feijão se complementam, pois o aminoácido que está em falta em um desses alimentos é suprido pelo outro. Portanto, essa combinação tão brasileira é perfeitamente capaz de oferecer todos os aminoácidos essenciais, formando assim uma proteína completa.

Assim, quando o objetivo for consumir proteínas vegetais, é sempre uma boa ideia associar alimentos de grupos diferentes, incluindo um representante das leguminosas, um dos cereais e um das sementes ou castanhas.

Se isso parecer muito difícil, temos uma boa notícia: em vez de seguir regras rígidas para cada refeição, saiba que a melhor forma de ingerir todos os aminoácidos essenciais é manter uma alimentação que inclua itens de todos os grupos.

Assim, ao seguir uma dieta variada que contenha frutas, legumes, verduras, cereais integrais, leguminosas, sementes e produtos de origem animal, será possível suprir a necessidade de aminoácidos essenciais e outros nutrientes para manter o bom funcionamento do seu corpo.

*****

Agora que você já conhece a importância dos aminoácidos essenciais, conte com a Vapza para uma alimentação saudável. Nossos produtos são conservados a vácuo, contém todos os nutrientes e não possuem conservantes. E você ainda pode comprar sem sair da sua casa. Acesse nossa loja online e confira!

Fonte(s): Ecycle, ILSI Brasil, G1

TAGS: #Alimentos

Confira também...

Conheça nossas Linhas de Produtos