Sua cozinha e sua vida mais prática, com Vapza!

O que é uma alimentação saudável?

Postado por Vapza, em 01 Mar 2019 — 18h55

Alimentação Saudável

Quando pensamos sobre o que é alimentação saudável, a primeira ideia que nos vem à mente é que teremos que comer apenas salada para evitar a ingestão excessiva de calorias e o consequente acúmulo de peso.

Embora o consumo de verduras e legumes seja essencial, esse conceito não engloba todas as características que fazem uma dieta ser equilibrada.

Uma boa alimentação está relacionada à ingestão dos nutrientes necessários para suprir nossas demandas diárias, mas, ainda mais importante do que isso, o foco deve estar nos alimentos que nos oferecem essas substâncias.

Afinal, os benefícios de uma alimentação saudável não vêm desses componentes isolados, mas sim da combinação de nutrientes de um alimento ou de uma refeição, considerando desde as diferentes formas de preparo até a dimensão cultural e social de um prato.

Assim, de acordo com o Ministério da Saúde, a alimentação deve observar os seguintes critérios para ser considerada saudável:

Critérios de uma alimentação saudável

1. Valorização dos aspectos culturais

As preferências e os hábitos alimentares de cada grupo social devem ser levados em consideração para uma alimentação saudável, ou seja, ela deve incluir alimentos, formas de preparo e pratos que sejam comuns e apreciados conforme a cultura de uma sociedade.

2. Garantia de acesso e sabor

Diferente do que muitas vezes se imagina, a alimentação saudável não precisa incluir itens caros ou de difícil acesso, nem precisa ser composta por refeições com pouco sabor. Pelo contrário: ela deve se basear em alimentos in natura amplamente disponíveis e que permitam combinações nutritivas e saborosas.

3. Variedade de alimentos

A ingestão de diferentes tipos de alimentos é fundamental para que sejam oferecidos todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

4. Diversidade de cores

Esse critério contribui para que a alimentação seja variada e estimula a ingestão de itens saudáveis, principalmente frutas, legumes e verduras.

5. Harmonia entre os alimentos

A harmonia da alimentação diz respeito às quantidades e à qualidade dos alimentos consumidos, de modo a suprir as necessidades nutricionais ao mesmo tempo em que respeita os aspectos culturais e sociais da comida.

6. Segurança

Por fim, uma alimentação saudável precisa atender aos quesitos de segurança e não oferecer riscos relacionados à contaminação física, química ou biológica.

Como ter uma alimentação saudável: conheça a pirâmide alimentar

Considerando os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, a dieta pode ser considerada saudável quando contém alimentos in natura ou minimamente processados, variados, saborosos, nutritivos e seguros. Além disso, eles devem ser consumidos nas proporções corretas para que não haja falta nem excesso de nenhum nutriente.

Foi a partir desses conceitos que foi desenvolvida a pirâmide alimentar, uma representação gráfica com os alimentos que fazem parte de uma dieta saudável. Para isso, esses alimentos são divididos em 8 grupos distribuídos em 4 andares, indicando a proporção com que eles devem ser consumidos. Observe:

Pirâmide alimentar (fonte: IFTM)

Imagem: IFTM

A leitura da pirâmide deve ser feita de baixo para cima, de modo que os alimentos que estão nos andares inferiores são aqueles que devem ser consumidos em maior quantidade:

  • Grupo 1: na base da pirâmide, está o grupo dos alimentos ricos em carboidratos, como arroz integral, batata, batata-doce, batata-salsa, mandioquinha, milho-verde, quinoa, aveia, cereais, pão integral e massas;
  • Grupo 2: no segundo andar, o grupo das hortaliças traz as verduras e legumes, incluindo alface, couve, brócolis, escarola, abóbora, beterraba, cenoura, chuchu etc.;
  • Grupo 3: as frutas e os sucos naturais complementam as vitaminas, sais minerais e substâncias antioxidantes fornecidas pelas verduras e legumes do grupo 2;
  • Grupo 4: o terceiro andar da pirâmide conta com os alimentos que fornecem proteínas. Assim, no grupo 4, temos o leite e seus derivados, como queijos e iogurtes, que ainda são fonte de cálcio;
  • Grupo 5: com carne bovina, carne suína, aves, peixes e ovos, o grupo 5 é o mais rico em proteínas, mas deve ser consumido com moderação por ser fonte de colesterol;
  • Grupo 6: para finalizar o andar das proteínas, este grupo reúne as leguminosas (como feijão, lentilha, grão-de-bico e soja) e as oleaginosas (como as castanhas e nozes). Esses alimentos fornecem proteína vegetal, ou seja, livre de colesterol;
  • Grupo 7: no topo da pirâmide, está o grupo dos óleos e gorduras, que inclui manteiga, óleos vegetais e azeite de oliva. Por serem muito calóricos, devem ser consumidos em pequenas quantidades;
  • Grupo 8: dividindo o andar mais alto com o grupo dos óleos e gorduras, o grupo dos açúcares e doces contém alimentos como açúcar refinado, açúcar mascavo, chocolates e outras guloseimas que também devem ser consumidas com moderação.

Para ter uma alimentação saudável, todos os grupos devem ser consumidos ao longo do dia, sempre respeitando as proporções. Por isso, nenhum grupo deve ser totalmente excluído, e as substituições devem ser feitas entre alimentos de um mesmo tipo.

Assim, com base na pirâmide alimentar, uma dieta de 2.000 kcal diárias, que é indicada para adultos sem problemas de saúde, deve ser composta pelas seguintes porções:

Grupo

Alimentos

Calorias por porção

Porções diárias

1

Cereais, pães, raízes e tubérculos

150 kcal

6

2

Verduras e legumes

15 kcal

3

3

Frutas

70 kcal

3

4

Leite, queijos e iogurtes

120 kcal

3

5

Carnes, aves, peixes e ovos

190 kcal

1

6

Leguminosas e oleaginosas

55 kcal

1

7

Óleos e gorduras

75 kcal

1

8

Açúcares e doces

110 kcal

1

Além disso, é importante que esses alimentos sejam distribuídos em três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e três refeições intermediárias (lanche da manhã, lanche da tarde e ceia).

Benefícios de uma alimentação saudável

Seguir uma alimentação saudável é um dos principais pilares para afastar o risco de doenças e manter uma boa qualidade de vida. Assim, ao oferecer os nutrientes nas proporções corretas ao seu organismo, você aproveita uma série de benefícios, por exemplo:

  • Perda de peso e manutenção de um peso saudável: uma alimentação equilibrada, à base de frutas, legumes e verduras, cereais integrais e proteínas magras, oferece o número de calorias necessário para a manutenção das funções do corpo sem causar ganho de peso;
  • Bom funcionamento do intestino: além de prevenir a prisão de ventre, as fibras favorecem as bactérias benéficas do intestino (probióticos), o que reduz os processos inflamatórios e previne a diverticulite e o câncer de colorretal;
  • Prevenção e controle do diabetes: ao ter um peso saudável, reduz-se o risco de desenvolver diabetes tipo 2. Além disso, uma dieta balanceada e com alto teor de fibras ajuda a controlar o nível de açúcar no sangue;
  • Proteção da saúde cardiovascular: por ser rica em substâncias antioxidantes e pobre em colesterol, uma alimentação saudável ajuda a proteger o coração e os vasos sanguíneos, prevenindo derrames, infartos e outros problemas cardiovasculares;
  • Prevenção e combate ao câncer: enquanto os alimentos ultraprocessados são ricos em aditivos químicos que sobrecarregam o organismo, uma alimentação saudável oferece vitaminas, minerais e antioxidantes importantes para prevenir e combater diversos tipos de câncer;
  • Melhora do humor e da memória: substâncias como as vitaminas C, D e E, ômega-3, flavonoides e polifenóis, que são encontrados em uma dieta saudável, contribuem para o combate à depressão e para o bom funcionamento das funções cognitivas e de memória.

Como você pôde perceber, ter uma alimentação saudável vai muito além de consumir apenas salada. Da mesma forma, os benefícios provenientes desse hábito também são muito mais amplos do que somente o controle do peso.

Fonte(s): Ministério da Saúde [1] e [2] e Anad

Conheça nossas Linhas de Produtos