Curiosidades POR Vapza - 17 Jul 2018 — 20h31

Qual é melhor para a sua saúde: batata doce ou batata-inglesa?

A batata doce virou tendência no universo fitness, embora a batata comum continue sendo a versão mais popular desse tubérculo no nosso dia a dia. Mas será que existe mesmo tanta diferença entre elas para justificar essa troca? Afinal, qual é melhor: batata doce ou batata-inglesa?

Embora as duas se denominem batatas, a relação entre esses dois tipos não é tão próxima, pois elas não pertencem ao mesmo gênero nem à mesma família, encontrando-se apenas quando consideramos sua ordem no reino vegetal. Dessa forma, cientificamente falando, a batata-inglesa é mais parecida com o tomate, a berinjela, os pimentões e as pimentas do que com a batata doce.

Batata-inglesa x batata doce: valores nutricionais

Para descobrir qual versão de batata é melhor, precisamos entender quais são as suas diferenças em termos nutricionais. Observe a tabela com os valores considerando porções de 100 gramas de batata-inglesa e batata doce cozidas:


À primeira vista, podemos perceber que a batata-inglesa cozida é bem menos calórica do que a batata doce, pois ela contém uma quantidade menor de carboidratos (açúcares) enquanto a quantidade de lipídeos (gorduras) é praticamente a mesma.

Considerando apenas esses valores, você poderia pensar que a batata-inglesa é melhor do que a batata doce para quem deseja emagrecer, mas isso não é necessariamente verdadeiro nem quer dizer que ela seja mais saudável. 

Afinal, quando consideramos as fibras, os sais minerais e as vitaminas, a batata doce está em vantagem – e o consumo de quantidades adequadas desses nutrientes é tão importante quanto estar dentro da faixa de peso ideal.

As fibras fazem toda a diferença

Quando pensamos em emagrecer, a primeira coisa que nos vem à mente é controlar a quantidade de calorias que ingerimos. É verdade que esse é um fator essencial para quem deseja perder alguns quilos ou manter o peso, mas ele não é o único.

Se você observar a quantidade de fibras de cada uma dessas versões de batata, você vai perceber que a batata doce leva vantagem: são 2,2 gramas contra 1,3 gramas da batata-inglesa – uma diferença de 41%.

Além de ser fundamentais para o bom funcionamento do intestino por participar da formação do bolo fecal, as fibras se expandem e formam uma espécie de gel quando chegam ao estômago. Em consequência, elas ocupam mais espaço e prolongam a saciedade.

Assim, considerando a mesma quantidade dos dois tipos de batata preparados da mesma forma, você tende a sentir fome de novo mais cedo caso escolha a batata-inglesa, pois ela tem uma capacidade menor de formar esse gel, já que contém menos fibras. Por isso, mesmo que a batata-inglesa seja menos calórica, a maior quantidade de fibras da batata doce é um fator que ajuda a compensar essa diferença.

Além disso, outro aspecto muito importante sobre as fibras é que elas ajudam a diminuir a quantidade de colesterol que é absorvida pelo organismo. Desse modo, elas atuam como um agente protetor da saúde vascular por diminuir o risco da formação de placas de gordura nas artérias – a principal causa de infartos e derrames.

Índice glicêmico: não são apenas as calorias que importam

Outro fator que impacta na duração da saciedade e no acúmulo de gordura é o índice glicêmico dos alimentos, que leva em consideração a quantidade de glicose no sangue (glicemia) depois do consumo. 

Enquanto a batata-inglesa tem um índice glicêmico de 85, que é considerado alto, esse valor é de 44 para a batata doce, que é considerado baixo. Isso significa que a batata-inglesa demanda uma liberação muito maior de insulina em comparação à batata doce para que o organismo consiga manter os níveis de glicose do sangue dentro de uma faixa normal.

Quando o corpo não consegue utilizar toda essa glicose para gerar energia em pouco tempo, a insulina faz com que o excesso seja então armazenado em forma de gordura, principalmente na região abdominal.

Outro efeito desse hormônio é que ele diminui o controle do apetite realizado pelo cérebro, fazendo com que sensação de saciedade dure menos. Como resultado, a pessoa tende a comer mais, ganhar peso e apresentar uma maior resistência à insulina, o que aumenta o risco de desenvolver diabetes do tipo 2.

Então a batata-inglesa deve ser evitada?

Nada disso! Embora isoladamente a batata doce seja mais saudável do que a batata-inglesa, é importante sempre pensar nas refeições dentro de um contexto. Por exemplo, ao consumir a batata-inglesa com uma bela porção de salada, as fibras fornecidas pelos outros vegetais vão reduzir o índice glicêmico do prato como um todo.

Além disso, tanto a batata doce quanto a batata-inglesa são ricas em carboidratos, por isso ambas devem ser incluídas na dieta com moderação. Mesmo que a batata doce tenha valores nutricionais aparentemente mais saudáveis, o consumo exagerado desse alimento também favorece o aumento de peso e outros problemas associados a isso.

O que realmente faz diferença em uma dieta saudável é dar preferência a alimentos minimamente processados e sem a adição de substâncias artificiais como conservantes, corantes e realçadores de sabor. E, para isso, você pode contar com a Vapza!

Independente de qual é melhor entre batata-inglesa e batata doce, a Vapza fornece esses dois alimentos cozidos no vapor em embalagens que dispensam a refrigeração – e sem nenhum tipo de conservante! E o melhor de tudo é que você pode adquiri-los diretamente da nossa loja online, unindo alimentação saudável com praticidade e economia de tempo.

Fonte(s): CFN, Mundo Educação, SBD e Saúde

VEJA TAMBÉM

Outras Postagens

Vapza Social
SIGA A VAPZA EM SUAS REDES SOCIAIS!
ASSISTA AO NOSSO VÍDEO INSTITUCIONAL
CONHEÇA O NOSSO PROCESSO PRODUTIVO!