Alimentação Saudável POR Vapza - 08 Oct 2018 — 19h15

Arroz integral é mais saudável que o branco? Entenda as diferenças

Quase todo mundo sabe que grãos integrais fazem bem para a saúde, porém muitas pessoas sentem dificuldade para substituir o arroz branco, um dos cereais mais presentes no nosso dia a dia. Se esse é o seu caso, hoje nós vamos conversar sobre por que os nutricionistas dizem que o arroz integral é saudável e quais são os benefícios que ele pode trazer para você.

Para ser integral, um grão ou cereal não pode passar por um processamento intenso, de forma a conservar estruturas externas, como películas e cascas. Em consequência, o alimento preserva melhor as suas propriedades nutricionais. 

É devido a essa diferença que o arroz integral apresenta vantagens em relação ao arroz branco, consistindo em uma fonte de carboidratos muito mais interessante para a sua saúde. Saiba mais sobre as diferenças entre essas duas variedades:

1. O arroz branco cozinha mais rápido em função do seu processamento

Uma das grandes vantagens do arroz branco em relação ao integral é que seu tempo de cozimento é menor, pois seus grãos ficam macios mais rapidamente do que os demais tipos desse cereal.

Isso acontece porque o arroz branco passa por um longo polimento, pelo qual se removem as camadas externas dos grãos (pericarpo, tegumento, aleurona e embrião). Além de aumentar a velocidade do cozimento, esse processo industrial deixa os grãos com a cor, a textura e o sabor mais adaptados às demandas do mercado brasileiro.

2. O arroz integral tem um valor nutricional mais interessante

Embora sua aparência seja menos atraente que a do arroz branco por não ter passado pelo polimento, o arroz integral oferece um valor nutricional bem melhor do que a versão mais processada.

Como as películas externas são mantidas, a versão integral conserva uma quantidade bem maior de nutrientes, que seriam perdidos no refinamento. Por exemplo, enquanto uma porção de 100 gramas de arroz branco fornece 2 mg de magnésio, importante na contração muscular e no combate aos radicais livres, a mesma quantidade de arroz integral contém 59 mg desse mineral.

Essa diferença também se repete com outros minerais, como ferro, fósforo, potássio e manganês, e com as vitaminas do complexo B, micronutrientes fornecidos em maior quantidade pelo arroz integral.

3. A versão integral tem mais fibras que a branca

Outra diferença entre os dois tipos de arroz é que o tipo integral contém muito mais fibras – mais uma consequência da preservação de suas camadas externas, que concentram a maior parte desse nutriente.

Dessa forma, o arroz integral contribui muito mais para o processo de digestão, pois ele fornece mais fibras insolúveis, que não são quebradas pelo estômago e chegam intactas ao intestino, estimulando os movimentos peristálticos e a formação do bolo fecal.

Assim, a eliminação dos resíduos pelo organismo é facilitada, o que também colabora com a prevenção de doenças ligadas ao sistema digestivo, como a prisão de ventre, a formação de pólipos intestinais e até mesmo alguns tipos de câncer.

4. O arroz integral é um carboidrato mais complexo que o branco

Se você já ouviu falar em carboidratos bons e ruins, saiba que essa definição também se aplica aos diferentes tipos de arroz. No caso do integral, ele é considerado um carboidrato complexo (“bom”) por ter mais fibras solúveis, proporcionando uma absorção mais lenta da glicose.

Enquanto isso, o arroz branco é considerado um carboidrato simples (“ruim”), pois suas fibras foram perdidas e seu conteúdo nutricional é composto basicamente por açúcares. Dessa forma, essa versão acaba oferecendo calorias “vazias”, ou seja, acompanhadas por poucos benefícios nutricionais.

5. O arroz branco não mantém a saciedade por muito tempo

Uma consequência muito famoso dos carboidratos “ruins”, como é o caso do arroz branco, é que eles são digeridos muito rapidamente, causando um pico de glicose no sangue. Com isso, o pâncreas precisa liberar muita insulina, um hormônio que age no centro da fome e tende a aumentar o apetite.

Por outro lado, o arroz integral é muito mais rico em fibras que têm uma alta capacidade de absorver água, formando um gel quando chegam ao estômago. Esse gel retarda o esvaziamento desse órgão, prolongando a sensação de plenitude.

Além disso, as fibras ajudam a controlar a absorção da glicose, sem causar o pico de concentração no sangue. Dessa forma, o organismo não precisa liberar tanta insulina, o que também contribui para que a saciedade dure mais – atuando como coadjuvante em processos de emagrecimento.

6. O arroz integral ajuda a reduzir a absorção de colesterol

Outra vantagem do alto teor de fibras do arroz integral é que o gel formado no estômago também reduz a absorção das gorduras ingeridas na refeição. Assim, ele ajuda a controlar melhor os níveis de colesterol LDL (“ruim”) e triglicerídeos que passam para o sangue.

Como taxas elevadas desses elementos estão associadas a diversas doenças, o consumo do arroz integral e outros alimentos ricos em fibras é importante para a prevenção da obesidade, da diabetes e de problemas cardiovasculares.

Como colocar o arroz integral no seu dia a dia

Se você não está acostumado com a textura do arroz integral, a dica é misturá-lo com o arroz branco e aumentar gradualmente sua proporção no decorrer dos dias, de forma que o paladar possa se adaptar aos poucos.

E na hora de preparar esse cereal, saiba que você pode contar com a Vapza para facilitar a sua vida, pois nós oferecemos o arroz integral já cozido, prontinho para você aquecer e consumir ou para adicionar ao seu refogado preferido e temperar do jeito que você mais gosta.

Agora que você conhece os benefícios e sabe como o arroz integral é saudável, aproveite para adquirir esse e outros produtos Vapza na nossa loja online e receber tudo direto na sua casa. Assim, você ganha tempo e saúde!

Fonte(s): Saúde Abril (1)Mundo Boa FormaSuper InteressanteCFN e Saúde Abril (2)

VEJA TAMBÉM

Outras Postagens

Vapza Social
SIGA A VAPZA EM SUAS REDES SOCIAIS!
ASSISTA AO NOSSO VÍDEO INSTITUCIONAL
CONHEÇA O NOSSO PROCESSO PRODUTIVO!